quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Quer ir pra Oktober e tem família grande? É hoje ou dia 24!

Se você tem uma família grande e quer curtir a Oktoberfest no feriadão, é melhor calcular bem o dinheiro no bolso pro chopp não ficar com gosto amargo.
A entrada custa R$ 15,00 por pessoa na sexta (08), sábado (09), domingo (10) e segunda (11).
O chopp de 400 ml custa R$ 4,25.
Se for comer no restaurante e pegar táxi, a brincadeira de uma noite pode custar perto de R$ 300,00.

Mas, não se desespere. O blog sugere algumas dicas pra baratear a festa:

* vá de traje típico - o traje típico, completo, dá direito a entrada gratuita;
* jante em casa - prepare uma bela macarronada ao sugo (sem dó de comer comida italiana);
* reúna a família, pegue uma garrafa, gire com força e eleja o "motorista da rodada";
* se você tem filhos pequenos, conte histórias sobre acidentes em Parques de Diversão;

Se alguma das sugestões for impossível, vá hoje ou no último dia da Oktober, quando a entrada é gratuita.

Veja, abaixo, os preços para os outros dias da festa:
A entrada custa R$ 15,00 nas sextas e nos sábados.
De segunda a quinta-feira (exceto dia 11), R$ 6,00.
Meia entrada para estudantes e pessoas com 60 anos ou mais (mediante documento comprobatório).
Sábados e domingos os ingressos serão cobrados a partir das 15h.
Hoje, dia 07, e no dia 24, primeiro e último dia da festa, a entrada é gratuita.

Vai começar a Oktoberfest

Hoje é dia de rever os rostos que estiveram presentes em nossas vidas nos últimos 3 meses.
Dia de sangrar barril de chopp e de sorrir para as câmeras.
Também será uma oportunidade de matar a saudade do nosso prefeito, João Paulo Kleinubing.
Estão confirmadas as presenças do prefeito de Blumenau, do governador, Leonel Pavan, e do governador eleito, Raimundo Colombo, na abertura oficial da 27ª Oktoberfest.
Para cada um deles, acrescente uns 15 papagaios de pirata.
Já viu o tamanho do palanque, né?

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

DPP – Depressão Pós-pleito

Não sei bem se é este nome correto para o sentimento dos últimos dias mas, decidi por definir assim a sensação.
O fato é que nunca me envolvi tão a fundo nas discussões em torno das eleições como neste ano. Culpa, ou consequência, do uso do twitter, essa ferramenta de informação que me deixou encantada desde o primeiro dia.
Procurei, desde o início, equilibrar, em número, pelo menos 3 tipos de perfis para seguir: Dilmistas, Serristas e Marinistas. Mas, no twitter, o equilíbrio não acontece assim. A dinâmica do microblog é única e, muitas vezes, fui obrigada a dar unfollow em algumas pessoas que, sozinhas, ocupavam a minha timeline com RTs de posts favoráveis aos seus candidatos (só quem é “twitteiro” é que vai entender).

Foi um exercício e tanto! Me forcei a lutar contra a urgência de deixar de seguir aqueles que postavam textos raivosos, baixarias e conteúdos de veracidade duvidosa. Me obriguei a continuar lendo todo tipo de lixo que encontrava pela frente, nos links anexados. Em alguns momentos me peguei sem ar e percebia que, de forma involuntária, estava lendo trancando a respiração.
Não, não sou masoquista. O que pretendi foi deixar que algo me agredisse para entender porque me sentia agredida. Em muitos casos foi pela falta de respeito às pessoas, pela injustiça, mas também percebi que outros textos me agrediam apenas porque afirmavam verdades diferentes daquelas em que creio. Isso aconteceu com os textos melhor fundamentados, que usavam da razão para expor e lançar dúvida sobre certos conceitos fechados.

Em relação aos candidatos locais, conheci e li o que encontrei na rede sobre os da minha região. Torci e divulguei uma campanha pelo voto nestes candidatos, de modo a garantir maior representatividade na Assembléia do meu estado e no Congresso Federal. Meu sentimento era de confiança. Apesar de, por um lado, me esforçar para entender diferentes pontos de vista, por outro imaginava que todos estivessem fazendo o mesmo que eu e chegando às mesmas conclusões.

A decepção chegou no mesmo dia, ao encerrar o 1º turno das eleições. Os candidatos que tinha como vitoriosos fizeram tão parca votação que não valem nem o convite pra uma Secretaria de Estado. Os nomes envolvidos em escândalos voltaram a ser campeões de voto em todo Brasil e, a maioria das pessoas da família, do escritório e do círculo de amizades, contou morrendo de rir que errou, pelo menos, um dos votos na urna eletrônica.

Entendi que a democracia ainda não é a DEMOCRACIA. Entendi que o DEMO não se sente no direito e no dever de ser CRACIA. Entendi que a falta de informação é razão de desinteresse pela informação ou até de critérios para chegar à ela. Em tempos de internet, do acesso à maioria das informações que necessito, continuo cada vez mais só, apesar dessa busca tão intensa de integrar-me sem deixar que as idéias me separem do respeito, da lealdade e da solidariedade à pessoa humana.

Cheguei à conclusão que, quanto mais eu tento, pior fica.
Sim, eu estou com DPP - Depressão Pós-pleito!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Dia do Homem

A maioria não sabe mas, hoje, 15 de Julho, é o Dia do Homem. A data só foi lembrada por poucos e porque os comerciantes resolveram divulgar, de olho, claro, no faturamento pela venda de presentes.

O Dia da Mulher é amplamente divulgado e comemorado no Brasil no dia 08 de março. Para as mulheres, a criação da data é motivo para os mais variados debates sobre, principalmente, a emancipação da mulher. Mas, e o Dia do Homem? Qual seria o debate apropriado para este dia?

Bem, faz tempo que sou favorável a uma reflexão sobre o papel do homem em nossa sociedade. Acostumados a mandar, a deter o poder, os homens não conseguiram acompanhar, com a mesma velocidade, as conquistas e as mudanças de comportamento das mulheres. Elas, em poucas décadas, conquistaram o direito ao voto, são maioria nas universidades, fazem carreira e, cada vez mais, ocupam as vagas tradicionalmente masculinas no mercado de trabalho.


Enquanto isso, os homens continuam inspirados pela grande mídia a manter a fama de machão, consumindo mulheres, bebidas e carros envenenados. Outra corrente prega na mídia a suavização dessa masculinidade, o chamado homem metrossexual, um tipo visto ainda com muito preconceito. O homem metrossexual se veste na moda, faz depilação, dieta, cuida da pele e das unhas... e é heterossexual.

David Beckham: símbolo do 
homem metrossexual

As mulheres contribuem muito para a confusão dos homens. Elas mesmas não sabem mais o que querem deles. Em tempos em que elas garantem o próprio sustento e em que aparatos e inovações nas embalagens dispensam a força física, muitas mulheres me perguntam: pra que eu preciso de um homem?

O livro “Por que os homens são assim?”, de Steve Biddulph, faz uma análise muito interessante da pressão sofrida pelos homens na sociedade atual. O autor publica estatísticas que nos fazem pensar:
  • os homens são maioria nos presídios; em torno de 90%;
  • os homens também estão disparados nas estatísticas por morte violenta, seja por assassinato ou por acidentes de trânsito;
  • eles também são as maiores vítimas dos vícios, tanto em drogas como em álcool;
  • pra finalizar, eles morrem mais cedo.

    Os números são um alerta que nos ajudam a compreender o comportamento masculino. É como se eles vivessem a ponto de estourar. A cultura de que “homem que é homem não chora” e que “discutir a relação é coisa de mulher” os impede de resolver conflitos existenciais, naturais a todo ser humano, e de dar vazão à pressão sofrida no dia a dia.

As conquistas das mulheres continuam, por isso, chegou a hora de olhar o companheiro de forma diferente: compreender e apoiar esse homem que também quer ser feliz, mas que ainda não entendeu que terá que lutar por esse direito.

Fica a sugestão de debate para este “Dia do Homem”. 
Que seja bem aproveitado.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

terça-feira, 11 de maio de 2010

Aprovadas as Alterações na Lei do Esgoto



         Foi aprovado na sessão de hoje o Projeto de Lei nº 5.941, de autoria do Executivo, “altera e revoga dispositivos da Lei nº 7.360, de 10 de dezembro de 2008, que autoriza o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Blumenau a outorgar concessão de serviço de esgotamento sanitário, nos termos das leis federais nº 8.987, de 13 de fevereiro de 1995, nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e nº 11.445, de 05 de janeiro de 2007”. A proposta regulariza o contrato de outorga da concessão do serviço de esgotamento sanitário. Além disso, retira da Lei a obrigação do serviço público de receber, apurar e solucionar queixas e reclamações dos usuários. Também retira do município a obrigação de interromper o serviço no caso de negativa do usuário em permitir a instalação do dispositivo de leitura de água consumida ou em caso de inadimplência do usuário.

O projeto de lei suprime o artigo que determina que a cobrança da tarifa da prestação do serviço seja feita pelo Samae, juntamente com a cobrança do abastecimento de água. Anteriormente, o valor arrecadado com a prestação do serviço seria imediatamente transferido à concessionária. A proposta ainda desobriga a concessionária a promover as desapropriações e constituir servidões que forem autorizadas.

Emendas rejeitadas e arquivadas

Foram rejeitadas e encaminhadas ao arquivo duas emendas de autoria do vereador DEUSDITH DE SOUZA (PP), relator da Comissão Mista. A emenda nº 1 pretendia manter na proposta o inciso que diz caber a concessionária promover as desapropriações e constituir servidões que forem autorizadas, nos termos previstos no edital e no contrato. Mas manteria a revogação, conforme já estava no projeto, do inciso que incumbe ao poder público promover a interrupção programada do serviço, mediante notificação prévia, no caso de negativa do usuário em permitir a instalação de dispositivo de leitura de água consumida, após ter sido previamente notificado a respeito; ou em caso de inadimplemento do usuário. Também visava manter a revogação do artigo que determina que a cobrança da tarifa do serviço de água e esgoto seja realizada pelo Samae, junto com a cobrança relativa ao serviço de abastecimento de água potável.
A emenda nº 2 pretendia retirar do projeto o artigo que convalida o contrato de outorga da concessão do serviço de esgotamento sanitário e demais atos praticados em dissonância com os dispositivos alterados ou revogados por este projeto.

Luciana da Cunha e Ana Paula Lauth
Assessoria de Imprensa
Câmara de Vereadores de Blumenau
Fone: 3231-1541

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Previsão do Tempo

Terça-feira (27/04): Tempo instável com nevoeiros e chuva na madrugada e manhã no Planalto Norte, Vale do Itajaí e da Grande Florianópolis ao litoral Norte, devido ao deslocamento da frente fria para o litoral norte de SC. Uma massa de ar frio e seco avança pelo Uruguai e RS deixando o tempo estável com sol no Oeste e Meio-Oeste, e com sol entre nuvens nas demais regiões no decorrer do dia. Temperaturas baixas. Vento de sudoeste a sul, fraco a moderado com rajadas mais fortes no Litoral.

De canoa pela 1º de Janeiro

Rua 1º de Janeiro - 26/04/2010 - 9h30

Aulas suspensas em escolas que servem de abrigo

Boletim das 06H00 de 26/04/2010

Mais uma imagem da fúria do rio!

Ruas Atingidas com Nível do Rio em: 08,50 metro(s)

R 1 DE JANEIRO 08,00

R ALBERT GOLL 08,00

R ROBERTO BRUCH 08,00

R ALFREDO KAESTNER 08,30 Comporta

R MAX ALDEMANN 08,35

R SAO CRISTOVAO 08,35

R SEBASTIAO VOSS 08,40 Comporta

R ADOLFO RADUNZ 08,50

R MACAE 08,50

Ruas Atingidas com Nível do Rio em: 08,18 metro(s)

R 1 DE JANEIRO 08,00

R ALBERT GOLL 08,00

R ROBERTO BRUCH 08,00

Boletim Oficial Nº 060/10 - 26/04/2010 - 07H00

Nível do Rio Itajaí-Açú em Blumenau: 08,18 metro(s)

Previsão do Nível: 08,50 metro(s)

Para as 12:00 horas.

Imagem da Beira rio

Correnteza do Itajaí-açu

Régua de medição do Itajaí-açu em Blumenau - 5H00

Confirmado quadro de enchente em Blumenau

Boletim Nivel do Rio - 3H00 - 26/04/2010

Boletim das 2H00 - 26/04/2010

Boletim Oficial Nº 060/10 - 26/04/2010 - 02H00

Nível do Rio Itajaí-Açú em Blumenau: 07,38 metro(s)

Previsão do Nível: 07,50 metro(s)

Para as 05:00 horas.

Teste de Boletim em Vídeo

Boletim Oficial Nº 060/10 - 26/04/2010 - 01H00

Nível do Rio Itajaí-Açú em Blumenau: 07,20 metro(s)
Previsão do Nível: 07,50 metro(s)
Para as 05:00 horas.

Boletim Oficial Nº 059/10 - 25/04/2010 - 23h59

Nível do Rio Itajaí-Açú em Blumenau: 07,06 metro(s)

Previsão do Nível: 07,50 metro(s)
Para as 05:00 horas do dia 26 Abr 2010.

domingo, 25 de abril de 2010

Boletim Oficial Nº 059/10 - 25/04/2010 - 22H00

Nível do Rio Itajaí-Açú em Blumenau: 06,78 metro(s)

Previsão do Nível: 07,00 metro(s)  PARA AS 24:00 HORAS.

Boletim Oficial Nº 059/10 - 25/04/2010 - 20H00

Nível do Rio Itajaí-Açú em Blumenau: 06,50 metro(s)

Previsão do Nível: 07,00 metro(s) PARA AS 24:00 HORAS.

Previsão do Tempo

Segunda-feira (26/04): Tempo instável em SC, com nevoeiros e chuva persistente, moderada a forte com risco de temporal isolado, devido ao deslocamento de uma frente fria pelo norte do RS e SC. Temperatura estável e mais baixa a partir da noite, do Oeste ao Litoral Sul. Vento de noroeste a sudoeste do Oeste ao Litoral Sul e de norte a noroeste da Grande Florianópolis ao Litoral Norte, fraco a moderado com rajadas na madrugada e manhã do Oeste ao Planalto e no Litoral Sul.

Tendência para os próximos dias:

Terça-feira (27/04): Tempo instável com nevoeiros e chuva na madrugada e manhã no Planalto Norte, Vale do Itajaí e da Grande Florianópolis ao litoral Norte, devido ao deslocamento da frente fria para o litoral norte de SC. Uma massa de ar frio e seco avança pelo Uruguai e RS deixando o tempo estável com sol no Oeste e Meio-Oeste, e com sol entre nuvens nas demais regiões no decorrer do dia. Temperaturas baixas. vento de sudoeste a sul, fraco a moderado com rajadas mais fortes no Litoral.

Quarta-feira (28/04): Tempo estável, com nevoeiros ao amanhecer e sol entre algumas nuvens em todas as regiões. Chuva fraca e isolada pela manhã no Sul do estado e no Litoral Norte. Temperatura baixa pela manhã. Vento de sudeste no Oeste e Meio-Oeste e de sudeste a nordeste do Planalto ao Litoral, fraco a moderado com rajadas mais intensas no Planalto.

Quinta-feira (29/04): A massa de ar fria e seco perde força mantendo a formação de nevoeiros, com nebulosidade e chuva fraca ao amanhecer do Oeste Litoral Sul. No Litoral catarinense a circulação marítima mantem a nebulosidade, alternando aberturas de sol e chuva fraca por alguns momentos. Temperatura baixa pela manhã e em elevação à tarde. Vento de nordeste a noroeste, com variações de sul no fim do dia, fraco a moderado com rajadas.

Fonte: EPAGRI/CIRAM

Outras informações

SITUAÇÃO DAS BARRAGENS:

Barragem Oeste (Taió): 5 comportas abertas e 2 fechadas - ainda possui 17% de capacidade de armazenamento de água.

Barragem Sul (Ituporanga): 2 comportas abertas e 3 fechadas - ainda possui 75% de capacidade de armazenamento de água.

Barragem Norte (José Boiteux): As 2 comportas abertas - ainda possui 70% de capacidade de armazenamento de água.
Ocorreu um erro neste gadget